Toppersobregamesemais571's website

Our website

05
Ju
Website De Evaldo Bazeggio
05.07.2018 01:21


Leitora Reclama De Atendimento Em Agência Dos Correios Da Rodovia Brigadeiro Luís Antônio


James Hetfield e Lars Ulrich: Metallica toca setlist 'alternativo' para dominar novos públicos. Juntar cem 1 mil pessoas em um evento é um episódio extraordinário perante cada ponto de vista. Só por curiosidade, é um número superior que a população inteira de cidades médias do interior do estado de São Paulo, como Avaré e Lorena. O Lollapalooza neste momento é uma marca consolidada, o que significa que amplo quota do público compra ingressos para o festival antes mesmo de saber quais serão os artistas escalados. No ano passado, o festival reuniu por volta de 150 1 mil pessoas nos dois dias com um line up homogêneo, tendo como headliners nomes como Eminem, Florence and the Machine, Marina and the Diamonds e Planet Hemp.


São nomes de prestígio, porém como o Lolla tem vários palcos e atrações simultâneas, o público acaba se diluindo entre as dezenas de atrações. O Lolla 2017 seguiu outra estratégia: apostou nos grandes headliners para trazer mais gente. Metallica no sábado, The Strokes no domingo. Além de vender bem mais ingressos, a possibilidade ordenou públicos bem distintos pra cada dia (sábado, rock; domingo, pop) e concentrou o público no palco principal do festival, o Skol. O público bem maior que as algumas 5 edições do evento trouxe uma mudança assim como conceitual ao Lollapalooza. Nas edições anteriores era mais fácil sair de um palco pro outro, o que possibilitava ao público curtir incalculáveis shows no mesmo festival. Com o novo modelo foi aproximadamente improvável se deslocar entre os palcos, o que acabou desfigurando o feitio de “festival” e deixou o Lolla mais idêntico com um extenso show de rock de um palco só.


Só para deixar cadastrado: a toda a hora fico arrepiado no momento em que vejo um show marcado para o Autódromo de Interlagos. Visto que este ano eu ouvi alguns amigos que garantiam que a melhor maneira de encaminhar-se até o Autódromo era de transporte público, mais precisamente de metrô/trem. Foi a melhor coisa que eu fiz: trajeto rapidamente, lotação aceitável, sinalização perfeita da estação até a entrada do autódromo.


Se por um lado o transporte foi uma legal surpresa, há duas opiniões que devem ser analisadas urgentemente pela organização do festival. Problema 1: Cerveja. Como é possível encontrar que um festival patrocinado por uma marca de cerveja teria dificuldades com o chopp às seis da tarde do primeiro dia?


Quem é o responsável por pesquisar a busca necessária pra um festival deste tamanho? Como é que este profissional podes errar tão horroroso? Como é possível a organização jogar em tal grau dinheiro fora? Fora que simplesmente não é aceitável ir 40 minutos em uma fila pra comprar uma cerveja. O ingresso é muito caro e o fã do Metallica tem o certo de assistir ao show da sua banda favorita tomando uma cerveja.


Como é possível desse jeito encontrar que é normal ele perder metade do show para conquistar obter uma cerveja? O planejamento do festival precisa analisar o número de bares, se essa logística é baseada no Lolla internacional, deveria ser repensada pro Brasil. Uma ideia genial que poderia ter ajudado a melhorar isto foi por água abaixo por outro erro simples de planejamento. Para impedir pagamentos e trocos nos bares, o público carregava a pulseira com um determinado valor, e pela hora de segurar a cerveja ou sanduíche bastava somente encostar a pulseira no leitor ótico.


Pena que os celulares não funcionam bem no autódromo, ainda mais no momento em que há 100 mil pessoas descrevendo fotos e filmes nas mídias sociais. Repercussão: muita gente ficou sem comprar nada em razão de simplesmente não conseguia acessar o web site do festival pra carregar o valor da pulseira. Será que ninguém imaginou que as pessoas usariam a web pra publicar imagens no Facebook?


  • Faça um diário dos seus dias legais! Sabe aquela viagem? Aquele passeio? Desse modo, conta ai

  • Onde lembrar um domínio gratis quarenta e nove views

  • Porta Guardanapos: mais ou menos 15cm de largura

  • Resolução da tela: Quad HD (1440 x 2560)

  • Como buscar trabalho na Espanha



Que universo essas pessoas com ideias tão geniais vivem? Que tal encontrar se a web em Interlagos dá certo antes de desenvolver um sistema dessa maneira? Ou, melhor: que tal instalar uma cobertura ao longo dos dois dias que permita que a web realmente funcione? Depois das lúdicas Tegan and Sara, o palco Axe obteve Criolo, que neste momento pode ser considerado um vasto nome da música brasileira - pelo menos em termos de público.


Criolo, pra mim, é uma espécie de ‘muso’ do movimento ‘Fora Temer’, um artista que “parece” ter muito a dizer, todavia, que na verdade não diz muita coisa. Vejamos teu superior sucesso, “Não Existe Carinho em SP”. Apesar de ser uma música boa - apesar de chupada de ‘Glory Box’, do Portishead -, discordo conceitualmente do teu sentido. Como desse jeito, não existe carinho em São Paulo? Em pleno século 21, cantar o clichê de ‘oh-cruel-cidade-grande’ é se render à profundidade do pires. É o tipo de artista que critica a ‘frieza da metrópole’ e depois publica manifesto de suporte a pichadores. O que uma coisa tem a enxergar com a outra?


A dupla The xx ficou famosa no Brasil ao conquistar emplacar a canção ‘Angels’ na minissérie ‘Amores Roubados’, da Globo. No entanto quem viu a performance da dupla Romy Madley Croft e Oliver Sim no palco Ônix entendeu que seu som é muito mais difícil do que uma trilha pra Televisão.

Comments


Make your free website at Beep.com
 
The responsible person for the content of this web site is solely
the webmaster of this website, approachable via this form!